Agrupamento de Escolas Templários


VISITA DE ESTUDO

18 maio 2016

 

Visita de estudo

   No dia 12 de abril de 2016, foi a nossa visita de estudo. Fomos até ao Pavilhão do Conhecimento e também ao Oceanário.

   Trouxémos uma mochila às costas com um lanche para a manhã e outro para a tarde, um almocinho e uma garrafa de água.

   Partimos da escola às 8h30m, diretamente para o Pavilhão do Conhecimento.

   Ao chegarmos, lanchámos o lanche da manhã.

   Entretanto, entrámos e encostámo-nos à parede, enquanto a professora foi tratar dos bilhetes. Deram-lhe uma planta para se guiar.

   Fomos até à sala “Espinafres e Desporto”.  Lá,  havia vários jogos. Havia lá um jogo de fazer escalada para o lado, outro para saltar à corda, também um para pisar as luzes que acendiam,…

   Eu fiz essa escalada para o lado, joguei a um jogo que era   para dizer se era “doce, salgado, amargo, ácido ou picante” . Joguei muito o jogo das  perguntas.

   De seguida, alguns meninos como a Mafalda, a Sara Fontes, o Francisco e o Chambel foram andar na “bicicleta voadora”.

   Daí a pouco, estávamos noutra sala.

   Eu joguei a um  jogo  chamado “Ouvi dizer”, um com três caixas que tinham pessoas a rirem-se,  e um outro  que dava luz e tinha pinturas das mãos.

   Súbitamente, saímos e fomos almoçar. A seguir,  brincámos a vários jogos.

   Nós fomos até lá perto e entrámos no Oceanário de Lisboa.

   Ao chegarmos, uma guia chamada Vera levou-nos a ver um powerpoint que se chamava “Tubarões Quem vê dentes não vê corações”.

   Alguns meninos foram tirar objetos duma caixa. Depois a guia explicou-nos mais coisas sobre eles.

   De súbito, fomos ver os pinguins, as duas irmãs lontras e o papagaio-do-mar, mais as suas primas.

   Foi então, que fomos ver os tubarões e os peixes.

   Esta foi uma grande visita!

   

                                                                           Texto elaborado por: Inês Fernandes Domingues

----------------------------------------------------------------------------

 

VISITA DE ESTUDO

Ontem, logo pela manhã, tive uma visita de estudo, uma bem gira.

Primeiro,  vou-vos mostrar como tudo começou. Quando acordei, mal sabia que me ía divertir tanto. Comecei por fazer as minhas rotinas matinais: lavar os dentes, vestir-me, etc.

Cheguei à escola e esperei pelo autocarro. Quando ele chegou, entrei. Tivémos uma viagem boa mas … uma miúda vomitou! Quando chegámos,  começámos a comer. Quando acabei,  fomos para dentro de um pavilhão; no caso, era o Pavilhão do Conhecimento. Lá dentro, fizémos muitas coisas. Começámos por fazer uma atividade chamada “ Exercício com espinafres”,  onde haviam lá muitos e giríssimos exercícios: parkur, adivinhas eletrónicas, um robot, jogos para a X-Box1…

 Seguidamente, fomos andar numa bicicleta diferenciada, “ uma bicicleta voadora”.

Alguns corredores abaixo, estava a nossa próxima atividade… viral, onde vimos uma bússola, um corredor a dizer doenças, uma sala do silêncio onde eu estava quase a ficar lá dentro, um detetor de germes, vídeos sobre o sangue, mãos que apareciam com luz negra, jogos de advinhas, um jogo para contagiar as pessoas e muitas mais coisas giras.

Eu tentei fazer todas mas não consegui!

Quando saímos, fomos logo para fora comer o nosso almoço, o meu foi Mac.

Rápidamente, chegámos ao próximo ponto da viagem: o Oceanário. Esperámos um pouco pela guia

Quando ela chegou, fomos ver um PowerPoint que se debruçava  sobre o habitat natural, a alimentação, porque os tubarões não são coloridos, como eram as casas dos tubarões e como são os ovos deles,… Mas não foi só isso! Fizémos um “Quem quer se milionário, versão tubarão”; descobri nisso que o maior tubarão  é o tubarão baleia.

No início da excursão,  vimos pinguins ao pé do gelo;  havia um que estava a gritar esganiçadamente.

Na próxima parte, vimos duas lontras: uma era o Eusébio e a outra não sei quem é  mas sei que, no aquário delas, estavam uns peixes muito minorcas.

 Mais tarde,  vimos um aquário com raias, tubarões, cavalas, peixes luas, garoupas, uma garoupa batata e raias violas.

 Vimos caranguejos e crustáceos, cavalos-marinhos e peixes palhaços, no caso “nemos”, quando fomos ver os peixes tropicais,  onde incluía a amiga do nemo.

Logo a seguir, fomos ver os mesmos peixes de ainda hà bocado; só que por baixo de onde vimos  o tubarão zebra, o tubarão com pontas negras do recife, raias do chão, tubarões cinzentos e cavalas.

Fomos para o Àrtico  onde estavam tubarões pijama,  muitos ovos deles e algumas estrelas-do-mar.

Esta viagem foi muito engraçada!  Quem me dera repeti-la outra e outra vez…

 

 

 

 

                                     Tiago André Silva 

↑ Retroceder ← Anterior Seguinte →